terça-feira, outubro 24, 2006

34 anos

Foi preciso chegar aos 34 anos para dar uma queca. Eu, que dantes nem a palavra era capaz de dizer, porque me soava mal. Foi preciso chegar aos 34 anos e, mesmo assim, na altura nem percebi muito bem o que me estava a acontecer.
Uma Cidade nova, um quarto de hotel, uma cama com dossel e lençois de cetim, um homem e muitos meses sem ter ninguém, depois de um amor desfeito numa estação de comboios, num único adeus a cheirar a filme de quinta categoria. Na altura não pensei nisso, mas os ingredientes estavam lá todos e nem me lembrei que mal o conhecia, que ele mal me conhecia a mim e que pouco tempo antes achava que nunca na vida seria capaz de ter nada com ele.
Mas uma rapariga não é de ferro, por isso, quando dei por mim, lá estava, a acordar ao lado dele, de cabelos desgrenhados e olhos ramelosos, como se sempre tivesse sido assim.
Depois foi o regresso. Os passeios pela Cidade nova substuídos pelo caminho diário para o barco, depois para o metro, depois para o trabalho e depois novamente para casa. O almoço a correr, o chefe a resmungar, o cão em casa, para levar a passear. E o telefone que não voltou a tocar, apesar das horas intermináveis a olhar para ele e rezar a todos os santinhos para que soasse a Missão Impossível, a música imbecil que, vá-se lá saber porquê, me deu para associar ao número dele.
E hoje acordei e percebi tudo. Percebi que foi preciso chegar aos 34 anos para dar uma queca, porque foi só isso, ainda que na altura me passasse pela cabeça que estava apaixonada, que aquilo era o princípio de alguma coisa e que daí a muitos anos haviamos de voltar à Cidade, a comemorar o dia em que tudo começou.
O telefone ainda não voltou a tocar a Missão Impossível dentro da minha mala e a vida continua por aqui, igual ao que era dantes. Não morri um bocadinho por dentro, como sempre pensei que me aconteceria se algum dia fosse para a cama com alguém que não amasse apaixonadamente, mas a Cidade há-de ficar para sempre ligada a esta lembrança. Ele, provavelmente, já nem se lembra.

22 Comments:

Blogger Sol said...

Muito bom!

11:26 da manhã  
Blogger Rit@ said...

Mais um aplauso! :)

12:34 da tarde  
Blogger gracinha, a artista do burlesco said...

cama de dossel?? lençóis de cetim?? isso não é uma queca qualquer... foi a primeira que deu, mas pelos vistos foi de luxo!
ora ora...
welcome back TGV...
:-)

1:07 da tarde  
Blogger MCM said...

Estava á espera da tua nova histótia. Boa como sempre. Gosto sempre mto de te ler! E obrigada pelos parabéns!

2:42 da tarde  
Anonymous maray said...

acho que isso que você chama de "queca" deve ser o que chamamos de "dar uma rapidinha". Tem seus encantos! Nem tudo é paixão nesta vida. Tem os amorzinhos, os namoricos, as paqueradas e as rapidinhas..:)

3:40 da tarde  
Blogger panamá said...

clap!clap!clap! estava a ver que nunca mais vinhas para nos prenderes com essas estórias, esses estereótipos, quais exemplos de tantas vidas! Obrigada, querida! beijoca

4:12 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Tanto tempo para nos fazer o gosto ao dente...sim porque aqui já há um honroso grupo de espectantes leitores das tuas coisas..
Não nos deixes sofrer portanta espera!! Beijos gostei muito.:)
Marina

4:19 da tarde  
Blogger sónia said...

Ah, voltaste! Bela história...como sempre! :)

11:25 da manhã  
Blogger elisa said...

Mais uma visitante satisfeita:)!!
As tuas histórias são sempre tão certas, directas e bem escritas..um verdadeiro prazer de leitura.
Beijinhos

12:12 da tarde  
Blogger João Barbosa said...

:-)

12:39 da tarde  
Blogger Margarida Atheling said...

Boa história! :)

3:49 da tarde  
Blogger Coool said...

Muito bom! Voltaste inspirada. Aliás, vives inspirada e eu agradeço, pois claro!
;)

12:58 da tarde  
Blogger t&v said...

obrigada pelos mimos :)

5:53 da tarde  
Blogger cas said...

muito giro, mesmo...

12:15 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Muitas pessoas fazem desta a estória da sua própria vida.
Parabéns.
A próxima....por favor.
Um admirador convicto a partir de hoje

2:54 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Hello sexy girls | sexy webcam videos | live chat xanax cheap xanax buy xanax online phentermine buy phentermine online phentermine cheap tramadol buy tramadol online tramadol cheap levaquin buy levaquin online levaquin cheap lnorvasc buy sex online
babe online casino online casino online lroulette online blackjack online lpoker online phentermine online xanax xanax buy phentermine phentermine buy phentermine cheap | live chat
Enjoy

7:24 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Hi
That was useful info...thanks and Welcome to live chat hot babe chat. If you search the aldactone? Click here - aldactone
for fun

10:14 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Hi all!
live chat Good job.....thanks.....Must be a reason to find friends in your area! Try this page....
Try to find

5:31 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Hi. Alone on Valentine's Day? Adult Live Chat & movie pages Try to find partner in your area!
for fun

2:06 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Hi. Use this search engine for best result: BD search Find all you need in your area!
Enjoy

9:21 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Hi. Use these helpful search engines TFO search & sex and try to find all you need in your area!
Enjoy

11:13 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Hi all!. Use this search engine for best result: BDsearch Find all you need in your area!
Enjoy

3:38 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home