quarta-feira, maio 03, 2006

Burocracias

Voltámos a encontrar-nos no Notário. Ele tinha ligado duas ou três vezes, para saber da Mariana, que apanhou varicela, mas atendeu a empregada. E quando foi preciso acertar alguma coisa da venda da casa usámos o email e as providenciais SMS, que me livraram de ter de lhe ouvir a voz e correr o risco de me desfazer em pedaços.
Por isso só nos voltámos a ver no Notário. Com um silêncio mais pesado do que a burocracia que enche as paredes do edificio. Um silêncio tão grande que toda a gente deve ter dado por ele, das empregadas loiras acetinadas aos desgraçados que estavam na fila há horas e horas só para reconhecer uma assinatura. Perdi a conta às vezes que li sem ler as palavras alinhadas no BI que tinha na mão, suponho que ele fez o mesmo, porque lhe evitei os olhos. Fixei-me apenas nas mãos onde ainda se nota a lista branca da aliança no moreno dos dedos. Assinámos sem ver. De cruz. O gerente do banco ficou com o cheque. Eu fiquei com a cópia da escritura de venda. O princípio do fim, porque ainda há-de vir o resto, a outra folha de papel, onde um outro funcionário público há-de escrever que já não somos casados, que não estaremos juntos para o melhor e para o pior até que a morte nos separe. Palavras escritas que não serão precisas, porque isso já nós o sabemos.
Saímos do Notário cada um no seu elevador e ainda o vi, de fugida, a descer as escadas do metro. Lá fora estava a Primavera. Olhei para o chão e os olhos caíram-me nos pés, nas minhas sandálias preferidas. As mesmas que usei há dois anos num outro dia ensolarado, quando um outro funcionário público, monocórdico, disse pode beijar a noiva e lá fora nos esperavam a família e os amigos com as mãos cheias de arroz carolino.
Antes achava que as coisas más só aconteciam nos dias cinzentos. Hoje foi o sol que assisitiu a tudo.

12 Comments:

Blogger sónia said...

Ó rapariga...pregaste-me cá um susto! Não conseguia abrir o blog por nada! Mas parece que já está resolvido! Ainda bem! Bejus de Beja! :)

12:41 da tarde  
Blogger Rit@ said...

Mas com o sol a brilhar, as situações tornam-se mais leves, não é verdade?

5:38 da tarde  
Blogger gracinha, a artista do burlesco said...

já lá diziam os stranglers... 'there's always the sun'
;-)

11:41 da manhã  
Blogger maria said...

Pois a prova que tudo é eterno enquanto dura...e que a vida são dois dias e um já passou:)

4:02 da tarde  
Blogger ISA said...

porra mas regressas em grande. digo te o que disse a dia, apetece-me reclamar posts mas por outro lado odeio que me façam isso pq acho que a escrits tem de fluir. e tu deixaste que isso acontecesse e foi o melhor q fizeste. acho que o mais fixe que li aki. bjs e força aí!

3:11 da manhã  
Blogger GTL said...

Descemos no elevador do Notário juntos, e quando saímos, dei-lhe um abraço e disse:"Que sejas muito feliz". Vai fazer um ano e ainda dói.

MDB

6:13 da tarde  
Blogger Ana Fonseca said...

Não sei se este post fala de alguma realidade tua, de alguém próximo, ou se é ficção! De qualquer modo gostei! Deste e dos que se seguiram; mas este está particularmente intenso!
Descobri este blog hoje, através do Infotocopiável! Vou aparecer mais vezes, com certeza, e ler mais ou tudo (se houver tempo!)
Deixo-te um convite: se quiseres retribuir a visita, tenho uma praia aberta para ti em www.praiadeserta.blogspot.com
Fica muito bem!

8:31 da tarde  
Blogger t&v said...

olá ana:
obrigada pela visita, que retribuirei, claro, e pelos elogios :)
t&v

1:04 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Super color scheme, I like it! Good job. Go on.
»

1:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Nice idea with this site its better than most of the rubbish I come across.
»

7:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

I find some information here.

6:34 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Here are some links that I believe will be interestedhttp://indexmachine.info/158.html or http://indexmachine.info/121.html and http://google-index.info/3411.html

3:35 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home