quinta-feira, abril 06, 2006

História

A história de Portugal, como a do mundo, está cheia de buracos negros. Crateras gigantescas, como esta, quando num dia, numa primavera com cinco séculos, os homens enlouqueceram ou, simplesmente, deixaram em liberdade uma loucura reprimida capaz das melhores coisas e das mais terríveis atrocidades. E não se justifique a história com teorias pobres sobre evolução sociológica ou momentos culturais, porque histórias como esta continuam, todos os dias, a bater-nos à porta de cada vez que vemos o telejornal. Histórias como esta, do "Massacre de Lisboa", continuam a acontecer todos os dias, diante dos nossos olhos insensiveis ou simplesmente envergonhados.

A História está aqui: "Vai fazer exactamente 500 anos, nos dias 19, 20 e 21 de Abril, que um cataclismo se abateu sobre Lisboa. A alma da Capital do Império sofreu um abalo tão grande – senão mesmo maior – quanto aquele que a haveria de destruir em 1755. Durante três dias, em nome de um fanatismo sanguinário, mais de 4 mil pessoas perderam a vida numa matança sem precedentes em Portugal (...)."

Eu aceito o desafio do Nuno Guerreiro: "que no dia 19 de Abril vão à Baixa de Lisboa e no Rossio acendam uma vela simbólica por cada uma das vítimas. Quatro mil velas que iluminem a memória."

Porque, lamentavelmente, a memória de há cinco séculos continua a repetir-se todos os dias, sem escolher credos, religiões ou cores da pele.

5 Comments:

Blogger MCM said...

Tens toda a razão, é importante não deixar cair no esquecimento episódios terriveis como este.

3:42 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

This site is one of the best I have ever seen, wish I had one like this.
»

1:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Super color scheme, I like it! Keep up the good work. Thanks for sharing this wonderful site with us.
»

7:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

I find some information here.

6:34 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Here are some latest links to sites where I found some information: http://neveo.info/383.html or http://google-machine.info/540.html

3:35 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home