segunda-feira, março 13, 2006

Mais uma prova

"É a mais recente atracção da Avenida da Liberdade, em Lisboa. Um casal de corujas do mato e duas crias habitam nas árvores existentes em frente ao Hotel Tivoli. As duas crias nasceram há três semanas, abandonaram entretanto o ninho e dormem durante todo o dia num galho de árvore a cerca de 15 metros de altura. A dois metros, a mãe dorme noutro ramo. Assim, passam os dias indiferentes à grande agitação que ocorre cá em baixo, com a circulação diária de milhares de carros e pessoas."

Para quem ainda tinha dúvidas, aqui está mais uma prova: a Primavera chegou mesmo e ninguém lhe resiste.

A novidades saiu hoje, nesse grande jornal que dá pelo nome de Correio da Manhã e onde ficamos também a saber que D. Policarpo critica patrõe maus pagadores, que o presunto tem reino em Mação e que Almodovar volta a casa (para além de informação sobre 429 crimes, acidentes de automóveis, roubos e julgamentos que agora não vêm ao caso).

Mais abaixo, informa-se ainda que segundo Ricardo Tomé, que é membro da Sociedade Portuguesa de Estudo das Aves, o macho há-de andar por perto, provavelmente noutro ramo da árvore. "Os animais possuem uma cor que os confunde com a tonalidade dos ramos e não permanecem sempre na mesma árvore", mas o olho clínico do porteiro do Tivoli deu com elas e disse ao reporter que nunca tinha visto nada assim.

Eu também não. E é bom saber que Lisboa ainda assiste a partos detes.

Foto: Natália Ferraz

5 Comments:

Blogger sónia said...

Estranho...mas muito engraçado! Aqui temos as cegonhas empoleiradas nos ninhos! ;)

4:09 da tarde  
Blogger C_mim said...

Fantástico!!! Muito bom saber isso...

5:47 da tarde  
Anonymous maray said...

feliz da cidade, não pelos partos desses, mas pelos olhos esses, que viram os partos desses...

9:25 da tarde  
Blogger Isabel said...

vou ver se reparo numa das vezes que por lá passar a pé :)
beijinhos

4:14 da tarde  
Blogger papoila said...

vou procurá-los :)
p.s
tenho uma águia na 2ª circular, para troca.

Papoila

6:14 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home