sexta-feira, fevereiro 03, 2006

Ciberlove

Os blogs têm destas coisas. Ela criou um e fez dele o seu caderno diário. Ele descobriu-o e, no meio das frases encriptadas, das entrelinhas e das conversas da treta, apaixonou-se. Ela não. Porque já se decepcionou muitas vezes e não é mulher que se apaixone por uma sombra...

Um dia ele mandou-lhe um e-mail. Depois uma fotografia. E das entrelinhas dos posts passaram para as SMS. Sem nunca se terem encontrado, com 300 quilómeros pelo meio, descobriram que tinham amigos comuns, que gostavam das mesmas coisas, que até falavam uma linguagem parecida. A linguagem das SMS, entenda-se, que para mais é preciso ter coragem, e às vezes mete medo a expectativa do que pode estar do outro lado das palavras escritas.

Nunca se encontraram. Nunca falaram do assunto a ninguém. Mas andam a contar os minutos que faltam até ao dia em que deitarão abaixo os 300 quilómetros. E enfrentarão o medo de esta ser apenas mais uma banalíssima história de ciberlove, daquelas que têm os dias contados quando saem das telas dos computadores. E das palavras das SMS.

7 Comments:

Blogger MaDi said...

Todas as relações têm os seus dias contados. Umas mais dias outras menos :)

11:49 da manhã  
Blogger maresia said...

um dia escrevi "nesse dia serão fim!", será que aqui também?

11:36 da tarde  
Blogger MaDi said...

deixei-te um desafio no meu blog...quero saber quais são as tuas manias...

11:40 da tarde  
Blogger Sol said...

Não sei se o encontro se tornará numa história de amor ou se destruirá (o pouco e intenso) que existia...

10:44 da manhã  
Blogger t&v said...

as novidades seguem dentro de momentos :)

6:18 da tarde  
Blogger aNa said...

a minha história é semelhante, a distância era menor.
mas teve um final feliz :)))

4:15 da tarde  
Blogger Luz said...

E a mim, apetece-me ser optimista. Pourquoi pas, 300 km hoje em dia nã são nada... :)

11:55 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home