quarta-feira, novembro 16, 2005

Lost in Australia

A ideia era apenas aprender inglês, porque as palavras não me saiam quando era preciso atender algum cliente estrangeiro lá no escritório. Foi assim que comecei a falar com ele na Net. Horas e horas, todos os dias, uma história de amor dos tempos modernos, sempre à distância, sempre em segredo, escondida até da melhor amiga, porque isso de conhecer gajos no ciberespaço é só para os outros. Por isso todos se admiraram com estas férias a 25 horas de distância, no outro lado do mundo, e logo eu que nem faço surf, que nunca me aguentei mais de cinco segundos em cima de uma prancha, que raio ia eu fazer para o país dos cangurus, uma ilha gigantesca para onde os ingleses desterravam os criminosos, tão a sul que nunca ninguém se lembraria de lá ir passar férias? Mas eu fui. E agora que voltei as borboletas não me largam o estômago.

24 Comments:

Anonymous reluis said...

You're back!!!
estava a ver que não... já sei que vais voltar em breve mas quero salientar que isso de não quereres falar nem ler português para mergulhares no inglês (e no australiano..) me parece muito bem; não é porém razão para não escrever no blog! sugestão: escreve em inglês ;)

11:46 da manhã  
Blogger maria said...

e olha aprendeste a saltar como os cangurus? :)e a história de amor como ficou?

11:49 da manhã  
Blogger Margarida Atheling said...

:)

Que bom!!!

Então, dá asas às borboletas! Vai para lá! Mais tempo, muito mais tempo...

Se calhar, no início do próximo Verão também lá vou. Também não faço surf, e não vou ter com "ninguém", mas há mais coisas para fazer por lá. Maluqueiras de escoceses!!!

Aprender inglês para a Austrália...! Ai menina!!! ;)

12:00 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Amiga, não há melhor coisa que é ter borboletas na barriga...lol
Beijos

12:19 da tarde  
Blogger Soinico said...

Amores no ciberespaço é como a prevenção rodoviária dizia... Pensamos que só acontece aos outros, os outros pensam o mesmo! ;) Ahahah
Mas estou surpreendida, é preciso ter realmente muita coragem: mais que para ir, para voltar e viver de borboletas a esvoaçar no estômago!
E esta história já ninguém te rouba, é linda! :)
Esperamos que hajam cenas dos próximos episódios!

1:13 da tarde  
Blogger ISA said...

liiiiiiiiindooooooooooo!

1:24 da tarde  
Blogger MCM said...

Bem vinda! Fazes por cá falta.

2:29 da tarde  
Blogger Sol said...

Olá. Vim aqui parar através de outro blog e gostei muito. Vou-te linkar certo?

3:31 da tarde  
Blogger clô said...

uau!

7:03 da tarde  
Blogger marsalho said...

Bonito.
:)

11:25 da tarde  
Blogger C_de_Ciranda said...

Ai carago! Não me digas! Até fiquei nervosa, agora... Então... e agora?? Bolas que esta coisa das borboletas é muito boa, mas já me deixou inquieta! E agora mulher?? ;)

Ai ca lindo... Lembras-te de uma história antiga que uma vez mencionei e que disse que "ficava para outras calendas"? Era +/- por aí! ;) Heheheh

Beijos, muitos, mais que muitos!

PS: Vai na onda mas não te esqueças, agora, dos desenvolvimentos... ;)

5:47 da tarde  
Blogger polegar said...

bom... muito bom mesmo.

6:36 da tarde  
Blogger Bekx said...

Tinhas que arranjar um gajo na Austrália! Não podia ser mais perto...:-D

2:06 da tarde  
Blogger MCM said...

Olha, enquanto andaste por ai a namorar eu linkei-te. Importas-te?
MCM
http://www.terradesol.blogspot.com

9:33 da tarde  
Blogger sónia said...

A "malta" gosta de histórias difíceis...eu tenho uma teoria para isso, mas fica para outro dia! Deixa as borboletas voar à vontade! ;)

2:44 da manhã  
Blogger Kwan said...

Uau...
Bem, ao menos já tenho "a place to crash" perto do surf! Certo? ;)

5:51 da tarde  
Blogger Ideafix said...

A Qantas é uma companhia de aviação segura, a Austrália um país maravilhoso (que baptiza uma piscina pública com o nome de um primeiro ministro que um dia mergulhou na praia e desapareceu - presume-se que se afogou), o único país onde alguém testou uma arma nuclear no subsolo do quintal e ninguém deu por nada. Ler Bill Bryson!!

11:56 da tarde  
Blogger maria said...

Não sei porque te espantas com o facto de na Austrália terem dado o nome de um primeiro-ministro a uma psicina pública, a alguém que morreu afogado. Nós por cá fizémos melhor, demos o nome de um Primeiro-Ministro a um aeroporto quando o sr. morreu num desastre de avião. Sá Carneiro até deve sorrir, lá do outro mundo. Disso e dos políticos que hoje temos!

1:09 da manhã  
Blogger Magnolia said...

Só pela foto já valeu a viagem, lol! Sinto-me uma cabeleireira do Cacém em frente ao quiosque já prontinha para comprar a literatura semanal, mas que se lixe, qual é a gaja que não tem uma Neide Vanessa dentro de si, CONTA-ME TUDO!!!! Isto bate a Letízia e o Filipe ou o último feito académico da Pimpinha aos pontos.

4:15 da tarde  
Blogger t&v said...

as borboletas andam a tirar-me todo o tempo, aé para o blog,vá-se lá saber porquê :)

kwanpreciso de dicas :)
mcmobrigada.

6:53 da tarde  
Blogger papoila said...

tão bonita, a história, que até irrita. :)
não posso ler coisas destas que fico eu com as borboletas cá dentro.

10:47 da tarde  
Blogger Rita said...

Ai a Austrália, mate! No worries!!!! É o melhor país do mundo. Que saudades!!!!!

É agora a queixa: nunca consigo entrar aqui, pá! Olha os dias que levei para saber disto. Tá mal. O que se passa?

6:07 da tarde  
Blogger panamá said...

Ai, que queridaaaaaaaaaaaaa! Isso é lindo!

12:18 da tarde  
Blogger Luz said...

O meu blog preferido merece uma história de amor perfeitinha, ah pois merece! E a dona mais, digo eu...

6:23 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home