segunda-feira, setembro 12, 2005

Magnum

Deixei-me ficar, parada na porta, com o gelado a derreter na mão, gotas de açúcar a escorrerem, lágrimas a caírem-me pela cara, incapaz de perceber como é que aquilo me tinha escapado e como é que o Henrique tinha sido capaz de esconder que andava com a Mariana. Deixei-me ficar à entrada do escritório dele, onde tinha ido fazer-lhe uma surpresa e levar-lhe um Magnum, como costumava fazer antes, quando ele ainda não tinha sido promovido e ainda tinhamos tempo para namorar. Deixei-me ficar, incapaz de dizer fosse o que fosse, a vê-lo a passar-lhe as mãos pelos cabelos, a dizer-lhe qualquer coisa que não sei o quê, se calhar o mesmo que à noite me costumava dizer a mim, que sentia a minha falta, que eu era única para ele.
Depois desapareci dali. E já não voltei para o trabalho, porque não sei como hei-de enfrentar o João que de certeza há muito sabia que o meu marido andava a dormir com a mulher dele. Não voltei, mas sei que um dia destes tenho que voltar. Porque a vida continua e porque tenho de agradecer ao João a atenção com que me tratou nos últimos tempos. A antecipar, muito provavelmente, aquilo que agora estou a sentir, mas com a delicadeza de me deixar descobrir sozinha.
E agora que descobri, a única coisa que me ocorre é que o amor pode ser como aquele infantil e estúpido gelado.

9 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

12:43 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

3:28 da manhã  
Blogger pinky said...

belo capítulo, crú e nú, mas resultou muito bem.
agora alguém tem que consolar a rapariga que neste momento deve estar em estado de choque.
doi muito vêr uma coisa dessas,vá lá que não lhe deu com a jarra na cabeça.
vou ficar á espera da continuação,
estas short stories são muito boas.

3:30 da manhã  
Blogger ISA said...

muito bom "desfecho".

11:53 da manhã  
Blogger polegar said...

cada vez mais me prendes nas tuas histórias, nas continuações, desfechos ou não. um beijinho

12:03 da tarde  
Blogger joana said...

Gostei de saber que a verdade vem sempre ao de cima! Mas fica assim? Ela não o confronta com o que viu?

12:05 da tarde  
Blogger ci said...

Já estou esperando o próximo capítulo. Agora só fico pensando quando o João e ela vão se encontrar.

7:36 da tarde  
Blogger Maria, la portuguesa... said...

Muito,muito bom!
Agora concordo, foi melhor tê-la deixado descobrir s+ozinha.
Continua!!!

9:27 da tarde  
Blogger panamá said...

Clap!Clap!Clap! fantástico capítulo! Óptima conclusão, rica jóia! Beijão

2:06 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home