sexta-feira, julho 29, 2005

Gaydar

Quem nunca se interrogou sobre aqule giraço alto, espadaúdo e de olhos verdes que vai connosco aos saldos da Zara e conhece todas as últimas tendências da moda? Ou sobre outro, amigo de uns amigos, que tem a discografia completa da Madonna, um poster da Carmen Miranda na sala por cima do sofá e a colecção dos clássicos com a Marlene Dietrich e a Bette Davis? Ou, ainda, sobre aquele outro, também lindo de morrer, sempre paginadinho (não, nada de gravata nem coisas dessas, tem mesmo só bom gosto na escolha do guarda-roupa) que chora connosco no cinema, acha imensa graça quando lhe contamos as fofocas das amigas e nos atura as últimas desilusões amorosas?

Dúvidas, dúvidas, dúvidas... Será o homem perfeito? Será metrosexual, essa nova espécie masculina que as revistas inventaram? Ou será apenas e lamentavelmente gay?

O problema é sério, caras amigas e amigos. A verdade é que é cada vez é mais difícil dar resposta a estas dúvidas existenciais. Aparentemente, deveria bastar uma pequena perguntinha ao objecto das nossas paixões e pronto. Mas quem nos garante que a resposta é sincera e que não acabamos depois por ter alguma amarga surpresa quando descobrimos que o homem-maravilha em questão prefere os trazeiros dos nossos amigos ao nosso?

E, afinal, parece que há uma luz ao fundo do túnel. Chama-se Gaydar e, ao que consta, "é uma espécie de microchip, tipo o dos animais domésticos, inventado no Japão". É graças a ele que os gays conseguem (quase) sempre identificar imediatamente outro gay. Há quem garanta que é de origem, mas também há quem diga que nos últimos anos têm disparado "as excursões gays a Marrocos e ao Brasil, onde é muito mais barato implantá-lo".

Assim sendo, na próxima vez que a dúvida se instalar, basta levar consigo aquele amigo gay de todas as horas e, voilà, está feito.

Infelizmente, o grande invento ou seja lá o que for, não impedirá aquelas situações em que um velho amigo nos leva a conhecer a sua casa nova e descobrimos que só há um quarto de cama e que nas estantes há fotos dele abraçado ao colega de apartamento tiradas durante a última excursão ao Brasil ou a Marrocos.

18 Comments:

Blogger Rita said...

Mas essa coisa do gaydar devia era funcionar para os/as heteros á procura de heteros. hoje em conversa com uma amiga sobre um cozinheiro argentino, a questão era mesmo essa:

- é que ele é tão giro tão giro que se calhar é gay...
- mas também é tão giro que só pode ser hetero...
- olha, é giro o suficiente para ser gay e giro comó caraças para ter praí uns 20 filhos de 15 gajas
- e cozinha bem...

O que é que uma pessoa faz? Digam-me.

12:23 da manhã  
Blogger marsalho said...

Lá estão vocês mais a conversa de que um homem sensível, que vos entenda, giro, descomprometido e interessante, tem que ser gay...

10:01 da manhã  
Blogger Lumife said...

"Beja" aguarda a tua visita em seu novo espaço.
Até breve

2:42 da tarde  
Blogger t&v said...

não tem, marsalho, não tem. mas isso é quase sempre num mundo perfeito.
ok, é um bocadinho de exagero, mas tens que admitir que hoje em dia nunca se sabe...

9:07 da tarde  
Blogger marsalho said...

Ok... diria que encontrarem o "tal" homem é tão difícil quanto nós encontrarmos aquela miúda giríssima, com um corpinho engraçado e que, por acaso, até é inteligente e interessante à brava :)

3:15 da manhã  
Anonymous carlopod said...

Eu cá tenho para mim que um metrossexual é um gay no armário.
São os piores, porque são uma perda de tempo quer para as miúdas, quer para os outros gays. Não fazem nem deixam fazer, não sei se estão a ver...

11:12 da manhã  
Anonymous reluis said...

o mundo seria mais fácil se todos os gays andassem com a mãozinha no ar e a dar à anca, lá isso seria. mas não teria a mesma graça. o pior é que há muitos que nem streisandes, nem marlenes, nem bettes, nem mirandas - olhe que você deve conhecer uns gays mesmo antigos!!!; aliás, a própria valsa diz que foi a casa de um "velho amigo" que tem só um quarto com uma só cama que vive com um colega de apartamento. o que está visto é que esses, pelo menos, só podem mesmo ser fartmates.

eu tou com a rita lá de cima: essa coisa devia funcionar para heteros! heterodar? p.s. - ó rita, dê lá aí a direcção do restaurante do argentino.

Socorro, tá um metrossexual na tv! ah, não, é só o rui reininho ao lado de um cozinheiro na tv local tripeira.

11:49 da manhã  
Blogger t&v said...

pronto, temos aqui uma palavra nova. explique lá essa do fartmates, reluis.

quanto aos metrosexuais, estou com o carlopod. não há paciência. é certo que os homens já n se querem a cheirar a cavalo, mas se além de hipocondríacos agora passam também o tempo a ver aquela ruga no canto do olho e por aí fora, não há pachorra que resista. párem lá de nos imitar!!

Por outro lado, se considerarmos essa hipóteses de serem gays no armário, a vida das mulheres hetero, lindas, maravilhosas e inteligentes (isso mesmo, marsalho), ainda se complica mais.

12:51 da tarde  
Blogger joana said...

Oí!Caí aqui de páraquedas, eu sei!Mas hj tem sido daqueles dias calorentos e impossíveis de se fazer alguma coisa de jeito!Por isso, ando a passear pelos blogs para ler matérias interessantes e descobri aqui um bom "cantinho". Espero q n s importe da invasão!Quanto ao tema em questão, a maioria dos meus amigos metro namoram, o que cd x + m leva a concluir que são gays "undercovered"...

5:01 da tarde  
Blogger Rita said...

A questão continua a ser: em que momento podes ficar pendurada? Até onde pode ir o embaraço?

11:54 da tarde  
Blogger polegar said...

mas o mais delirante dessas situações é o amigo hetero que tem um gosto de roupa e atitude tão estúpidas que atrai gays!
acredita, é de morrer a rir!

3:52 da tarde  
Blogger t&v said...

é isso, rita. mesmo quando é um amigo, às vezes a coisa é complicada. mas, noutras, acaba por ser também divertido, quando a pessoa em questão está à vontade e encara a coisa sem problemas.

12:25 da manhã  
Anonymous reluis said...

Ò Rita, pois se o rapaz tem "um gosto de roupa e atitude tão estúpidas" é lógico "que atrai gays". Não poderia ajudá-lo? Afinal, é seu amigo.

10:43 da manhã  
Blogger Rita said...

Eu não sou Polegar...

12:46 da manhã  
Anonymous reluis said...

ui, rita, peço desculpa, o conselho era para a polegarzinha, pois era...

será que o amigo da polegar, esse rapaz natural de roupas e atitues estúpidas, atrairía a maria bethânia? (esta é uma semiprivate joke, hein??)

11:35 da manhã  
Blogger Roberto Iza Valdes said...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

10:34 da manhã  
Anonymous u_know_me said...

Também há os outros: os Gays que gostam de bola, que não perdem um jogo do SPORTING em Alvalade, que correm o país para ver os lagartos jogar, bebem umas jolas, comem umas bifanas e não suportam os que passam o dia a falar da toalha de praia da YSL.

3:03 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu

1:01 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home