domingo, junho 12, 2005

Os ex

De repente olhamos para uma pessoa e perguntamo-nos o que nos levou a amá-la tão loucamente que até éramos capazes de mudar toda a nossa vida por ela. De mudar de país, se fosse preciso, só para continuarmos juntos. De repente, descobrimos que afinal somos tão diferentes. Que não vemos nele nada do que antes julgávamos lá estar. Os ex são uma raça complicada. Conhecemo-los bem de mais, conseguimos antecipar as suas respostas, os seus gestos, as suas reacções, mas já não lhe conseguimos achar graça. O seu número continua registado no telemóvel, mas o coração já não bate mais depressa quando o nome aparece no visor. Guardamos-lhe uma certa ternura, porque no fundo levaram um bocadinho de nós, mas é tudo. E, mesmo quando achamos que, apesar da separação, ficaremos amigos, de repente damo-nos conta que já não interessa, que há um fio que se quebrou e que já não tem conserto. Os ex são uns chatos.

10 Comments:

Blogger Kwan said...

Obrigado pela parte que me toca!

3:49 da manhã  
Blogger marsalho said...

Guardo para mim a teoria de que é impossível ser-se "amigo" de um(a) ex se a coisa foi minimamente séria.

4:53 da manhã  
Blogger Margarida Atheling said...

É verdade! Tenho-me surpreendido com isso nos últimos tempos! Mesmo últimos, por acaso...

Beijinhos!

6:26 da tarde  
Anonymous sandra said...

alguns conseguem ser melhores ex's do que namorados.

10:32 da tarde  
Blogger t&v said...

esses são a excepção, sandra... lamentavelmente.

12:26 da manhã  
Blogger polegar said...

os "ex" que tenho são bons amigos. passou-se a fase do "então mas não queres mesmo mais?" e agora a convivência é saudável... mas mais distante, claro..

11:47 da manhã  
Blogger gracinha, a artista do burlesco said...

Eu acho que sempre dão para desancar, quando se nos esgotaram as possibilidades...
e (para o Kwan não ficar zangado) vice-versa!

4:36 da tarde  
Blogger C_de_Ciranda said...

Concordo em género, grau e número! E mais não digo... :)

*** Ciranda

PS: Estive a ler-te com atraso. Ai que esta vida anda complicadota. Já tinha saudades dos teus " A duas vozes". Deliciosos, como sempre! BEijoca, beijoca.

12:00 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Nunca tive ilusões, com qualquer ex nunca deu nada.. Agora não sei bem se carinho sinto.. Tambem gostava é de saber a opinião deles a cerca de mim, pois, acho que poderia aprender muito..
Marina

3:22 da tarde  
Blogger pinky said...

Pois que a fase de acharmos que são uns chatos é muito boa, quer dizer que a "doença"passou.
Mas concordo com o marsalho, é quase impossível ser amigo de um ex. alguém foi dispensado na história, e ou esse alguém tem muito bom feitio, ou ainda tem muita esperança ou então es~tá tudo estragado.
Isso poderá acontecer passado anos.
Acho que há sempre um sentimento de posse no meio, mas ainda bem que as pessoas são diferentes e têem vivências diferentes.

6:40 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home