sábado, junho 18, 2005

Afinal...

... não fui ao concerto. Tudo porque investi o dinheiro do bilhete num belíssimo vestido para levar a um casamento. Isto de os amigos desatarem todos a casar é uma maçada do pior que há. Não basta já termos de levar com a bela da boda e ainda nos obrigam a fazer opções complicadas e dolorosas como esta. Humpf!

5 Comments:

Anonymous errele said...

ah! Finge-se ausente a afinal anda virtualmente a dançar. Talvez a menina já não esteja para cansar-se e queira apenas fingir uma qualquer solidão. E, porém, estava a mesa posta, a esplanada à espera, o Tejo atento, o vinho tão frio quanto possível. Tudo à sua espera e, uma vez mais, finge não existir. Eu, que passei o dia a treinar passos de tango, para encantá-la quando surgisse ali à esquina. Eu, confesso-lhe, estou desapontado. Talvez seja do calor, mas há algo nesta cidade, a crescer do rio, que nos começa a transtornar. Admito que o meu desencanto seja apenas teatral. Afinal, talvez não acreditasse no meu convite romântico: nunca nos vimos e a internet talvez não seja o meio ideal para um homem convidar uma mulher para um tango e um gin.
ah! compreendo. Deveria tê-la convidado para um tango e algo colorido, sem transparências nem fogos fátuos (um kir royale amorangado?). o gin só pode ter sido erro de paralaxe.
Mas, acredite, voltarei a convidá-la. Mais depressa esgoto a conta bancária nos Alunos de Apolo do que desisto de conhecê-la.

5:39 da manhã  
Blogger t&v said...

eu de si já não acredito nada, querido errele. sobretudo agora que insiste em me vir falar de kires royales, essa bebida de má memória. E mais, como pode dizer que não nos conhecemos? como pôde esquecer aquele tango que não era tango, mas não faz mal, que dançámos um dia? E mais ainda: como pode vir falar-me em paralaxes, quando é tão óbvio que erros desses são, isso sim, a sua especialidade? Bem sei que a memória não é exactamente um apanágio masculino, mas se procurar bem na sua, talvez lá encontre as respostas que procura. E sem ter de esgotar a conta bancária dos Alunos de Apolo, que tantas alegrias dão à nossa terceira idade.

2:04 da tarde  
Anonymous maray said...

tens ainda a oportunidade de vires ao MEU concerto...é só investires numa passagem aérea...a roupa pode ser jeans e camiseta, que somos muito simples...

7:22 da tarde  
Blogger t&v said...

quem sabe um dia destes vou mesmo, maray... já estou com saudades de Brasil :)

11:03 da tarde  
Blogger Estranho said...

Se caprichaste no vestido, em vez dum concerto, talvez te calhe uma serenata... :p

**

4:47 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home