domingo, março 13, 2005

Casados mas pouco

Reportagem no primeiro canal da RTP: Há cada vez mais casais que vivem em união de facto, mas permanecendo cada um na sua casa. Têm entre 30 e 40 anos e de um modo geral já passaram por um divórcio e não estão para se meter noutra. Esta última parte a pivôt não diz, mas subentende-se.

A seguir, entra em cena um dos tais casais: ela loira e claramente cliente da Loja das Meias, chega a casa dele ao volante de um mercedes último modelo. Ele, todo Emporio Armani e ar de palerma, recebe-a de braços abertos. Beijam-se apaixonadamente e entram em casa, onde os espera um jantar à luz de velas. Os filhos, que os pais tratam por você, naturalmente, saem e vão ter com os amigos, para deixarem sózinhos o casal em união de facto.

Lindo, não é? E agora as perguntas:

Onde foi a RTP arranjar as estatísticas que lhe permitem afirmar que "cada vez mais casais, bla, bla, bla"?

Por que raio é que um casal de tontos obviamente cheios de dinheiro e que devem achar imensa graça a expor a sua vida na TV há-de servir de exemplo numa história sobre "casais portugueses"? Estão a ver o típico português a investir em duas casas num condomínio de luxo só para não discutir com a mulher onde é que cada um deve apertar a escova de dentes, não estão?

Palpita-me que muitas mulheres portuguesas haviam de achar graça a esta modalidade de união de facto, mas essas, que há anos sofrem maus tratos conjugais e não têm dinheiro para criar os filhos sózinhas, não se enquadram no grupinho que a RTP apresentou nesta sua reportagem.

E, o mais engraçado, é que chamam a isto informação e serviço público...

(P.S: Ainda a RTP: Alguém devia dizer à Ana Sousa Dias que está a fazer um perfeito papel de tonta como apresentadora do novo programa do Marcelo. O professor não precisa dela para nada, porque faz as perguntas e dá as respostas sózinho, e a Ana é demasiado boa jornalista para se perder ali.)

7 Comments:

Blogger Magnolia said...

Assino por baixo. Concordo em cada vírgula e cada ponto.

10:39 da manhã  
Blogger clô said...

Não ter acesso à televisão portuguesa é um dos previlégios de morar fora do país ;-) A reportagem mais parece um episódio de novela ricos com "criadas" tão típico da TVI.

5:10 da tarde  
Blogger panamá said...

clap, clap, clap! Nem mais! Há muito que vimos assistindo a este tipo de "estatísticas"! Por favor, acabe-se com estas novelas! um beijinho:)

6:45 da tarde  
Blogger Margarida Atheling said...

Não vi essa reportagem. Mas, pelos vistos não perdi grande coisa.
Ou perdi! Uma coisa hilariante!

Quanto à Ana Sousa Dias, também já tinha reparado.
O Marcelo não precisa dela para nada e ela parece estar lá, só por acaso, para lhe fazer companhia.
Mas que ela é uma boa joranalista, é!

Bjs.

10:19 da tarde  
Blogger Bekx said...

Ela é jornalista?

4:29 da tarde  
Blogger marsalho said...

Foi, sem dúvida, um grande momento de televisão!

12:45 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Linda, também vi o casal de cromos...E é fantástico como as estatísticas anda mal tratadas, para além de que, quanto a mim, é maravilhoso acordar numa cama com todos ao monte sentir o cheiro do gajo ao acordar e daquele que dentro de mim saíu, para levar com o Dá-lhe Gás e ver o Grosso do Diogo Morgado, parece-me que desta vida essa gente vai levar muito pouco.. jokas

9:26 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home